7 de jan de 2013

Resenha - Um Dia, David Nicholls

Nome Original: One Day 
Data de Lançamento: 27 de Julho de 2010
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 411
Gênero:  Romance.
Autor: David Nicholls
Sinopse: Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Com o passar dos anos, Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, risos e lágrimas. E conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Livro reconhecido e amado mundialmente – inclusive com adaptação para o cinema, protagonizando Anne Hathaway e Jim Jurgs - , Um Dia conta a história de Emma e Dexter, duas pessoas que se conhecem no dia 15 de Julho de 1988, na festa de formatura da faculdade, que marca o começo do resto de suas vidas.

Emma é aquela típica garota nerd que sonha em mudar o mundo fazendo o que ama: escrever. Dexter é aquele típico garoto protagonista rico, bonito, garanhão e nada modesto. Apesar de parecerem rótulos clichês, Em e Dex são personagens com quem você facilmente pode se afeiçoar, tanto quando estão juntos ou separados. Emma é dotada de um humor sagaz e inteligente, que faz você soltar gargalhadas e sorrisos tímidos em cada frase. E o Dexter... Bem, é o Dexter.

Mesmo com todo um futuro a ser trilhado pela frente, Em e Dex permanecem juntos – e como melhores amigos – durante muitos e muitos anos, sem conseguir se desprender um do outro e do elo que os uniu anos antes. No livro, o dia 15 de julho de cada ano é descrito, mas não necessariamente com momentos de Em e Dex juntos. O que não quer dizer que você não consiga imaginar e entender exatamente o que se passaram entre os dois.

Um Dia é um livro que tem um enredo que pode ser considerado, por muitos, um clichê. Mas é excepcionalmente bem escrito, bem colocado – o que o torna muito muito original, e não tem como você não mergulhar na história e na vida de Em e Dex; impossível não estufar o peito para sentir orgulho de Emma com suas piadas e princípios; impossível não rir, se apaixonar e se magoar com o Dexter e seus erros consecutivos que só faz você o amar mais. Em e Dex, Dex e Em, fazem parte da minha lista de personagens queridinhos por serem tão envolventes e terem me tocado tanto. Porque, assim como cada um de nós, eles erram e acertam.

Tratando do que acontece na vida real, David Nicholls faz Emma e Dexter (e é claro, os personagens secundários mais reais impossível) serem o nosso novo conto de fadas cheio de obstáculos. Amizade é amor também. Com um final surpreendente, eu recomendo – e MUITO – que você leia Um Dia com toda atenção e carinho. É um livro maravilhoso, que no final das contas, mostra que todas as vidas tem solução, se houver um motivo para tal.

PS: Se você ainda não viu o filme, recomendo leia o livro antes, porque o filme corta muitas partes importantes!

Por: Larissa


2 comentários:

  1. Faz um bom tempo que quero ler esse livro e as resenhas que leio só fazem com que minha expectativa e vontade aumentem! Desse ano, "Um Dia", você não passa.

    Amei a resenha! A dica de ler o livro antes de ver o filme é ótima e é exatamente por isso que também ainda não vi o filme.

    Um beijão,
    Pronome Interrogativo.
    www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thaís! Ficamos felizes que tenha gostado! E eu recomendo muito a leitura de Um Dia: é um livro lindo! Assistindo ao filme depois, eu duvido que você também não vá se apaixonar ainda mais por Em e Dex (desculpa, é amor assumido mesmo). Esperamos que apareça mais por aqui! Seu blog é lindo!

      Beijos,
      Lari.

      Excluir

Link-nos!

 - Dicas para blogs