7 de jan de 2018

Lendo 'O Nome do Vento', de Patrick Rothfuss: Parte 2



Esse post contém spoilers das primeiras 400 páginas do livro. Tais post tem o objetivo de compartilhar as experiências de leitura, citando trechos e acontecimentos da narrativa, destinado àqueles que já tiveram contato com a história. Se você tem interesse nesse livro, recomendo que leia a resenha feita pela Larissa no blog, aqui.

          Nada como uma viagem para colocar as leituras em dia, né? Para mim, praia é sinonimo de um bom livro!

               E nas viagens de começo de ano, consegui adiantar boa parte desse livro tão incrível, ultrapassando as 400 páginas, e como prometido, voltei pra conversar com vocês um pouco mais sobre a minha experiência.

            A história de Kvothe toma um rumo surpreendente quando ele consegue ser admitido na Universidade. Me apaixonei pela perseverança e força de vontade do garoto, depois de passar por tantas atrocidades nas ruas de Tarbean. A admissão na faculdade foi merecida e me afeiçoei ainda mais ao personagem.

           Impossível não se lembrar das aventuras de Harry em Hogwarts com as encrencas que Kvothe se mete na Universidade. Desde inimizades com alunos filhos de nobres a professores carrancudos, suas confusões acabaram o levando até mesmo a um açoitamento em praça pública, punição do Arquivo e uma quase expulsão. Continuei amando o fato de que Kvothe não deixou o fato de estar na Universidade afetar sua personalidade icônica.

          Outra cena que merece menção é a de Kvothe tocando o alaúde em busca de algum dinheiro numa competição na Eólica. Tudo foi tão lindamente escrito, desde a voz misteriosa que acompanhou a canção, até as dificuldades que o personagem teve durante a execução. Provavelmente minha parte favorita do livro até agora!

          E como uma boa história, não podia faltar um romance, e é aí que entra a enigmática Denna. Confesso que ainda não consegui me apegar à personagem, que me parece um pouco jogada na narrativa sem nenhum propósito aparente até agora (até agora!). Inclusive, tenho que admitir que o autor peca um pouco na construção das personagens femininas, sendo pouquíssimas aquelas que são valorizadas e caracterizadas por mais que sua beleza estonteante. Espero que isso mude nas próximas páginas!

          Continuo apaixonada pela história e espero me impressionar ainda mais nos próximos capítulos. 

          Até daqui 200 páginas, onde vou dizer minhas impressões finais do livro! :)

Por: Mariane

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-nos!

 - Dicas para blogs