16 de jan de 2013

Resenha: A Lista Negra, Jennifer Brown


Nome Original: Hate List
Data de Lançamento: 31 de Agosto de 2009
Editora: Gutenberg
Número de Páginas: 256
Gênero:  Romance.
Autor: Jennifer Brown
Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.


A Lista Negra foi o meu primeiro livro de 2013, e posso dizer que realmente comecei com o pé direito. Depois de ler tantas resenhas positivas em relação ao livro, finalmente resolvi comprá-lo e lê-lo, e posso dizer que foi uma das minhas melhores decisões. O livro é perfeito. A escrita, o formato da história, a narração, o tema a ser tratado. Ele pode parecer longo e cansativo, mas não é. A narradora personagem, Valerie, te prende na história, porque ela é uma garota interessante, com quem você pode se identificar. O livro contém flashbacks, onde você pode saber como eram as coisas antes dos acontecimentos do presente.Você pode ver como era a vida de Valerie e Nick, seu namorado, como eles eram perturbados e maltratados, e como veio a ideia para a tal Lista Negra, um caderno onde Valerie e Nick colocavam os nomes das pessoas que eles mais odiavam.
A partir dessa Lista, em um dia comum na escola, Nick tem um "surto" e abre fogo à vários alunos na Praça de Alimentação do Colégio, matando e ferindo vários. Seu principal alvo? Os nomes da Lista.
Valerie consegue colocar fim no massacre quando se põe na frente do namorado, tomando um tiro na perna. Logo após isso, Nick Levil se suicida.
Dias depois, no hospital, Valerie fica sabendo que muitos sobreviventes e pais das vítimas, a acusam de fazer parte do plano, pois sempre andava com Nick, e afinal, era namorada dele. Jornais, TV, e todo tipo de mídia só falavam nisso. Todos já sabiam da Lista e de como ela ajudou a criá-la.
E no meio de toda essa confusão e a pressão de ter de voltar ao Colégio depois disso, Valerie ainda tem que vivenciar problemas familiares sérios, como o divórcio dos pais. Ela não tem mais contato com os antigos amigos e tem a sensação de que todos a odeiam, inclusive seus pais.
Chorei muito nas últimas páginas do livro, tenho que admitir. O final, na minha opinião, não fica muito bem explicado, mas foi um bom fechamento.
Recomendo a TODOS a leitura nesse ano. Um livro para todas as idades, para todos os amantes de livros, de todos os gêneros.

Mas não saber como ser você mesma dói demais. E de uma coisa eu tinha certeza: estava cansada de sofrer.

Por: Mariane

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-nos!

 - Dicas para blogs