24 de jun de 2013

Resenha: Marca de Atena (Heróis do Olimpo #3), Rick Riordan

Nome original: The Mark of Athena
Data de Lançamento: Maio/2013
Editora: Intrínseca
Gênero: Aventura/Mitologia Grega
Número de páginas: 480
Sinopse: Annabeth está apavorada. Justo quando ela está prestes a reencontrar Percy - após seis meses afastados por culpa de Hera -, o Acampamento Júpiter parece estar se preparando para o combate. A bordo do Argo II com os amigos Jason, Piper e Leo, ela não pode culpar os semideuses romanos por pensarem que o navio é uma arma de guerra grega: afinal, com um dragão de bronze fumegante como figura de proa, a fantástica criação de Leo não parece mesmo nada amigável. Annabeth só pode torcer para que os romanos vejam seu pretor Jason na embarcação e compreendam que os visitantes do Acampamento Meio-Sangue estão ali em missão de paz.
Os problemas de Annabeth não param por aí - ela carrega no bolso um presente da mãe, que veio acompanhado de uma ordem intimidadora: Siga a Marca de Atena. Vingue-me. A guerreira já carrega nas costas o peso da profecia que mandará sete semideuses em busca das Portas da Morte. O que mais Atena poderia querer dela?
O maior medo de Annabeth, no entanto, é que Percy tenha mudado. E se ele já estiver habituado demais aos costumes romanos? Será que ainda precisará dos velhos amigos? Como filha da deusa da guerra e da sabedoria, Annabeth sabe que nasceu para liderar; no entanto, também sabe que nunca mais vai querer viver sem o Cabeça de Alga.

Desesperador? De quebrar o coração? Horrível? Não consigo encontrar a expressão certa para descrever o terceiro livro da série Heróis do Olimpo. Pela primeira vez, alguns dos capítulos são narrados na perspectiva de Annabeth, juntamente com todos os outros heróis que já estamos familiarizados.
As coisas já começam a dar errado (quando que as coisas não dão errado?) quando Annabeth e seus amigos do Acampamento Meio-Sangue, Jason, Piper, Leo e o treinador/sátiro Hodge aterrissam à bordo do Argo II no Acampemento romano. Eles já não são muito bem recebidos, mas tudo o que importa para Annabeth no momento é reencontrar seu namorado, Percy Jackson, o qual ela não vê há seis meses.
O gregos devem se juntar aos romanos numa missão nem um pouco fácil: derrotar os gigantes e evitar que a deusa Gaia desperte e tome o mundo. Como se isso não fosse suficiente, Annabeth teve um encontro desagradável com sua mãe, Atena, e carrega um fardo consigo. Será possível ela ajudar seus amigos e ao mesmo tempo cumprir uma missão que sua mãe lhe concedeu?
É a primeira vez que os sete semideuses partem em uma missão juntos. Jason e Percy a lideram, com seus poderes sobre o mar e o ar. O filho de Hefesto, Leo, lembra muito um amigo de infância de Hazel, como dito em Filho de Netuno, e isso não facilitará o relacionamento entre Leo e o namorado dela, Frank
A narrativa de Riordan continua carregada de humor e de sarcasmo. O encontro das diferentes personalidades dos semideuses promete muitas risadas e tensões.
As coisas vão começar a ficar realmente "cabeludas" somente nos últimos capítulos do livro, então, paciência! Tudo terá sua explicação no final. E ah, uma dica: aproveitem cada minuto de descontração dos semideuses, porque tudo indica que as coisas vão ficar complicadas no próximo livro, A Casa de Hades.

— Nós vamos ficar juntos — ele prometeu. — Você não vai ficar longe de mim. Nunca mais.
(...)
— Contanto que estejamos juntos — disse ela.

Por: Mariane

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-nos!

 - Dicas para blogs