27 de fev de 2016

Resenha: Voos e Sinos e Misteriosos Destinos, Emma Trevayne

             

Editora: Seguinte
Número de páginas: 312
Data de lançamento: Julho de 2014

Nesta fábula moderna, com gosto das aventuras clássicas que encantam os jovens leitores há tantos anos, conhecemos a história de Jack Foster, um garoto de dez anos que, como qualquer um da sua idade, sonhava viver grandes aventuras. Ele morava em Londres mas estudava em um colégio interno, voltando para casa apenas nas férias, quando ficava completamente entediado. Mas, um certo dia, Jack atravessa uma porta mágica e, do outro lado, encontra uma cidade ao mesmo tempo muito parecida e muito diferente daquela que conhecia. Em Londinium, apesar de reconhecer as ruas e prédios, ele encontra um cenário steampunk, com engrenagens e fuligem por todos os lados. Por ali era raro encontrar alguém que não tivesse nenhuma parte do corpo feita de metal. E era justamente isso que a Senhora - uma mulher rígida e temperamental que governava a cidade desde sempre - buscava: um filho de carne e osso. 
Jack logo descobre que aquele lugar era extremamente perigoso, e que voltar para casa não seria tão fácil quanto tinha sido chegar até ali...
               Vôos e Sinos e Misteriosos Destinos foi um presente de aniversário do ano passado. Logo que ganhei o livro, fiquei encantada pela arte na capa e nos desenhos no meio do livro, e curiosa a respeito do título. 

            O livro é no estilo steam punk, ou seja, ambientalizado em uma cidade familiarizada, no caso Londres, mas em um mundo alternativo, rodeada de fuligem e engrenagens (quem lembra de Coraline?). Nosso protagonista é Jack, um menino de dez anos, entediado com sua vida monótoma num colégio interno, que um dia acaba seguindo um homem curioso e acaba atravessando uma porta que o leva à esse lugar chamado Império das Núvens.


              Nesse mundo estranho e desconhecido, onde é comum todas as pessoas serem feitas de pelo menos alguma peça de metal, Jack, que é acolhido por um médico e uma garotinha simpática chamada Beth, acaba descobrindo que é procurado pela Senhora, uma mulher fria e rígida, que procura um novo filho inteiramente de carne e osso.


          Admito que demorou um pouco para me familiarizar com os personagens e encontrei alguma dificuldade em visualizar o cenário narrado pela autora, mas nada muito impossível. Os personagens apresentados são cativantes até o fim da história, e muitas revelações podem ser aguardadas.


           A leitura é leve e fluída, e os personagens são super cativantes. Adorei adentrar nesse universo steampunk, não muito explorado por mim.



Por: Mariane


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-nos!

 - Dicas para blogs