20 de out de 2017

Resenha: Todo Dia, David Levithan


Editora: Galera Record
Número de páginas: 280
Data de lançamento: Agosto de 2012

Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrarem a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.


            Imagine acordar todos os dias em um corpo diferente. Uma vida diferente, uma nova família, novos amigos, nova personalidade. É assim que vive A., o protagonista de Todo Dia, de David Levithan. Acompanhamos, na perspectiva do personagem, as dificuldades e suas reflexões acerca da sociedade e das relações humanas, e o quanto as pessoas podem ser levadas pela aparência.

          A. tinha se acostumado a essa vida, até que conhece Rhiannon, enquanto estava no corpo de Justin, seu namorado abusivo e manipulador. Ao passar um dia com ela, A. sente uma conexão que nunca sentiu antes por ninguém em seus 16 anos de vida pulando de corpo em corpo, e ele sabe que ela sentiu também. Mas como convence-la de que não era Justin aquele dia, e sim ele?

          Apesar da falta de explicações mais concretas acerca do fenômeno apresentado no livro, isso em nenhum momento atrapalha o bom andamento da história, pois não é nem de longe o objetivo da narrativa. Logo nas primeiras páginas, percebemos que a história será acerca do amor entre A. e Rhiannon, e ficamos apreensivos a cada página ao perceber como o mesmo pode ser difícil.

          Os capítulos são divididos pelos "corpos" que A. habita, e a verdade é que o meio do livro pode ser um tanto monótomo, pois nada muito surpreendente acontece, além da tentativa constante de A. de se encontrar com Rhiannon aonde quer que ele esteja. Um conflito, porém, surge no livro, porém não foi muito bem trabalhado ao longo da história, o que me deixou extremamente decepcionada, apesar de, como eu disse anteriormente, esse não fosse o objetivo do autor.

          Uma das coisas que mais gostei do livro foram as reflexões do protagonista acerca das paixões e das relações em geral. Por acordar todos os dias em um corpo diferente, é interessante acompanhar a dinâmica entre ele e a garota amada, quando a mesma tenta enxergar essa "pessoa" no corpo, mas se sente culpada por não sentir a mesma conexão dependendo do corpo em que ele habita.

          Além da dinâmica entre ele e Rhiannon, o livro contém muitas reflexões a respeito dos transgêneros e homossexuais. A. experimenta vários tipos de relações ao longo da história, e a verdade é que não podemos definir um sexo a ele, portanto é incrível a maneira que o autor deixa claro que as pessoas devem se apaixonam por almas, e não corpos. E também, quando A. passa a habitar os corpos, passa a ter acesso as suas lembranças e sentimentos, e somos presenteados com histórias incríveis de superação e aceitação. 

          Me diverti muito lendo esse livro, e recomendo a todos que procuram uma leitura mais leve. Pretendo ler agora Outro Dia, que conta a história na perspectiva de Rhiannon, pois a personagem não foi explorada como deveria na história.

Por: Mariane

2 comentários:

  1. Oie Mariane, tudo bem?
    Eu já tinha visto esse livro, mas não fazia ideia do que se tratava. Parece uma história bem complicada né? Imagino as reflexões que ele deve trazer... Adorei a sua resenha!

    Amei o blog e já estou seguido, te convido a visitar o meu!
    Com Carinho,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!!
      Recomendo muito esse livro. Me trouxe ótimas reflexões. E sim, é uma história bem complicada, mas que vale a pena conhecer.
      Muito obrigada pela visita, já estou seguindo seu blog também! :)
      Beijos!!

      Excluir

Link-nos!

 - Dicas para blogs